Capa » CULTURA INTERATIVA » Em parceria com a Secult, Projeto Sindicultura chega a Cajazeiras com “A Cigarra e a Formiga, Sim Senhor”

Em parceria com a Secult, Projeto Sindicultura chega a Cajazeiras com “A Cigarra e a Formiga, Sim Senhor”

Trazendo na bagagem oito prêmios conquistados no XVIII Festival de Artes Cênicas de Conselheiro Lafaiete (FACE), em Minas Gerais, o elenco de “A Cigarra e a Formiga, Sim Senhor” nem bem desfez as malas e já pega a estrada rumo ao sertão paraibano para três apresentações, no projeto Sindicultura. O espetáculo será encenado nesta quarta-feira (25), às 20h, na quadra do Açude do Leblon, no centro de Cajazeiras, com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo. Na quinta (26), às 19h, em Sousa, na Praça da Matriz, também no centro. O encerramento da miniturnê pelo sertão acontece na sexta-feira (27), na Concha Acústica de Patos, às 20h. A entrada é gratuita.

A-Cigarra-e-a-formiga-2

O evento abre a temporada 2018 do Sindicultura, promoção do Sindicato dos Auditores Fiscais do Estado, Sindifisco-PB, que conta com importantes parceiros para realizar o projeto: Secretaria de Cultura e Turismo de Cajazeiras e Fundação Municipal de Cultura de Sousa.

Com texto de Joseane Magda, direção de Romildo Rodrigues, a adaptação da Cara Dupla Coletivo de Teatro, de João Pessoa, “A Cigarra e a Formiga, Sim Senhor”, usa uma linguagem cômica e lúdica, explorando a paisagem nordestina para contar a história da formiga que trabalha e a cigarra que canta, em vez de trabalhar.

“Ao invés do inverno, as personagens desta fábula irão sofrer com uma seca danada. É um espetáculo cheio de ditos populares, que irá fazer a criança e o adulto refletirem sobre a valorização das nossas raízes nordestinas”, disse Romildo.

Em Minas Gerais, “A Cigarra e a Formiga, Sim Senhor” venceu em oito categorias, das nove que disputou, concorrendo com outras 75 montagens de vários Estados do país. “Ficamos muito felizes, porque este resultado elevou o nome da Paraíba a um lugar de destaque nas artes cênicas”, festejou Romildo.

No elenco, Romildo Rodrigues (Jean de La Fontaine); Robson Oliver (cigarra); Carol Meireles (formiga) e Sidney Rufino (o rei Lampião). O figurino é assinado por Íon Pontes.

Sindicultura – A concepção do projeto é prestigiar os artistas paraibanos e sua produção cultural, abrindo possibilidade de novas plateias, além disso, propiciar mais opções de lazer ao público paraibano com eventos em espaços públicos e acesso gratuito. O projeto acontece em João Pessoa, Campina Grande, Monteiro, Patos, Sousa, Cajazeiras e Conceição.

Assessoria

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.