Capa » FOTO NOTÍCIA » Acusado de matar criança a socos e jogada na parede em Patos é linchado pelos moradores moradores.

Acusado de matar criança a socos e jogada na parede em Patos é linchado pelos moradores moradores.

Na última segunda-feira, 05/10, o SAMU foi acionado para atender uma criança que havia sido espancada pelo padrasto na Rua Pedro Moura, no bairro Sete Casas, em Patos. Ao chegar na residência os socorristas constataram que a menina já estava em óbito.
 video-j (1)
De acordo com a informação a pequena Ketyli Kawane Borges de Sousa, que fez três anos de idade no dia 19 de setembro, foi morta a socos e jogada contra a parede – um crime de muita brutalidade.
Os vizinhos se revoltaram e procuraram o culpado, de nome Geraldo Júnior dos Santos, de cerca de 29 anos, que foi encontrado nas redondezas, pronto para foragir.
Ele só não foi linchado pelos moradores do bairro porque outros moradores  ligaram para a polícia, que chegou a tempo de intervir e evitar o linchamento.
Ele foi preso. A mãe, Jéssica Borges de Sousa, de 21 anos, também foi presa, será ouvida e está sendo investigada. Essas informações são dos próprios vizinhos.
Geraldo, o padrasto, é da cidade de Patos. Jéssica, a mãe, morava na cidade de Santa Luzia do Maranhão e veio para Patos recentemente morar com Geraldo. Eles  se conheceram através de um aplicativo de relacionamento na Internet.
O corpo da criança segue no IML de Patos. As autoridades vão entrar em contato com a família da criança no Maranhão, para que o corpo possa ser liberado para traslado, velório e sepultamento.
O crime comove e causa revolta na cidade de Patos. Um vídeo que circula nos grupos do WhatsApp mostra o acusado ensanguentado depois de ser agredido pelos moradores revoltados com o crime bárbaro. “Se a policia não tivesse chegado a população ia linchá-lo”, disse um morador.

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.