Capa » GERAL » Governo Bolsonaro paga R$ 3,2 milhões à Record para exibir novela religiosa na TV pública

Governo Bolsonaro paga R$ 3,2 milhões à Record para exibir novela religiosa na TV pública

Governo Bolsonaro usa recursos públicos para favorecer empresa de mídia de Edir Macedo, desvirtuando os princípios da EBC.

novela

Divulgação

O governo federal do Brasil gastou R$ 3.207.067,62 para adquirir os direitos de exibição da novela Os Dez Mandamentos (2015), da Record, para a TV Brasil. Segundo informações publicadas no Diário Oficial da União em 30 de março, o valor se refere ao “licenciamento dos direitos de exibição da obra audiovisual” e tem duração até 15 de novembro de 2022.

A compra foi feita pela EBC (Empresa Brasil de Comunicação), que fica sob o guarda-chuva do Ministério das Comunicações, atualmente comandado por Fábio Faria (PSD-RN), indicado por Jair Bolsonaro em junho de 2020. O ministro, casado com Patricia Abravanel, também é genro de Silvio Santos.

No site da TV Brasil, Denilson Morales, diretor de conteúdo e programação da emissora, justificou a compra: “Procuramos alternativas para cumprir a nossa missão, e uma delas foi incentivar a produção nacional, aquelas que se encontram em acervos, e dar visibilidade a grandes obras, licenciando produtos de ponta de outras emissoras e distribuidores de conteúdo do país”.

Os Dez Mandamentos será exibida de segunda a sábado, a partir de 5 de abril, às 20h30, na TV Brasil. Ao todo, são 242 episódios contando a primeira e a segunda temporada da novela, o que dá um valor de cerca de R$ 13,2 mil por capítulo.

O contrato de licenciamento também permite a exibição pelas afiliadas da RNCP (Rede Nacional de Comunicação Pública), pela TV Brasil Web e pelo aplicativo TV Brasil Play.

Os Dez Mandamentos foi ao ar originalmente entre 23 de março de 2015 e 4 de julho de 2016 na Record, mostrando a história bíblica de Moisés (Guilherme Winter). Uma versão foi adaptada para os cinemas e lançada como filme em 2016. Em 2019, a Globo comprou os direitos de exibição do longa para a sua plataforma de streaming Globoplay.

A TV Brasil também anunciou recentemente o retorno do programa Sem Censura, agora apresentado por Marina Machado, ex-Band, e com direção de Alan Rapp, ex-diretor do Pânico na Band (2012-2017).

Fonte: UOL / TV

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.