Capa » Painel Rotativo » Águas do São Francisco chegam ao Ceará em junho com avanço das obras no Eixo Norte.

Águas do São Francisco chegam ao Ceará em junho com avanço das obras no Eixo Norte.

Trecho do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco foi finalizado nesta semana, integrando os reservatórios Milagres, em Verdejante (PE), e Jati, no Ceará. A finalização permite passagem das águas do São Francisco ao Ceará. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, o Governo Federal já investiu R$ 271,5 milhões só neste ano.

terca_transposicao__3_-109767-664x442

reservatório Milagres está em processo de enchimento. A partir dele cheio, as águas do Rio São Francisco atravessarão a divisa entre Pernambuco e o Ceará. A previsão é que as águas comecem a encher o reservatório Jati já no próximo mês de junho.

O acesso à água é um direito universal dos cidadãos. Por isso, seguindo a determinação do presidente Jair Bolsonaro, nós temos empreendido esforços para garantir segurança hídrica à população, especialmente no Nordeste, que tanto sofre com a escassez”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

“A conclusão desta etapa do Projeto São Francisco é mais um avanço para que o povo cearense possa ter a tranquilidade do acesso à água e mais oportunidades para o desenvolvimento”, complementa.

Com o trecho prioritário de 53 km do Cinturão das Águas do Ceará (CAC) já apto à passagem das águas do Eixo Norte para a Bacia do Rio Jaguaribe, os testes de entrega dessa água devem começar em agosto. A água vinda do CAC atenderá 4,5 milhões de pessoas na Região Metropolitana de Fortaleza.

Ao todo, o Governo Federal destina R$ 1,7 bilhão para o Cinturão das Águas. Desse total, o Governo do Ceará já recebeu R$ 1,1 bilhão, ainda conforme o Ministério do Desenvolvimento Regional. A conclusão é prevista para dezembro de 2022.

Segurança hídrica

No Eixo Norte, também já estão concluídas as obras entre os reservatórios Jati e o Caiçara, na Paraíba. O trecho permite que a água vá para a Paraíba e para o Rio Grande do Norte. Além do Projeto São Francisco, governos estaduais do Nordeste executam o Canal do Sertão Alagoano, Vertentes Litorâneas e o Complexo Oiticica, também com investimentos da União.

Levando água do “Velho Chico” à região de maior escassez hídrica em Pernambuco, o Ramal do Agreste está 54,95% concluído. “Com o pagamento de mais R$ 20 milhões feito este mês, o volume de investimentos federais já chega a R$ 131,6 milhões em 2020”, diz o Ministério, em nota. “A iniciativa, coordenada pelo MDR, vai beneficiar 2,2 milhões de pessoas com as águas do Projeto São Francisco. Mais de 70 cidades serão atendidas”.

Fonte : O POVO

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.