Capa » Painel Rotativo » Deputados Jeová Campos, Lindolfo Pires, Estela Bezerra  e  o secretário de Cultura da Paraíba, Damião Cavalcanti defendem permanência do Centro Cultural do BNB em Sousa

Deputados Jeová Campos, Lindolfo Pires, Estela Bezerra  e  o secretário de Cultura da Paraíba, Damião Cavalcanti defendem permanência do Centro Cultural do BNB em Sousa

Depois do Governo Bolsonaro anunciar corte considerável no orçamento do Centro Cultural do Banco do Nordeste (CCBNB) de Sousa, que passou de R$ 100 mil/mês para R$ 30 mil/mês, o equipamento público está  ameaçado de encerrar suas atividades, pois terá as atividades suspensas a partir deste mês de julho para “ajustes”, conforme informações que circulam na cidade.

DEPUTADOS CONTRA FECHAMENTO CENTRO CULTURAL DE SOUSA

Para o deputado estadual Lindolfo Pires (Podemos), “a importância da manutenção do Centro Cultural do BNB em Sousa é enorme, uma vez que a cultura é elemento de integração para o desenvolvimento. O Centro Cultural do BNB de Sousa representa uma oportunidade especial para toda a cadeia produtiva cultural do Nordeste”, destacou.

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) está inconformado com o tratamento que o governo de Bolsonaro está dando à Cultura no país. “Os centros abrigam atividades de literatura, dança, música, cultura popular, teatro e cinema durante todo o ano. O fechamento deles terá um impacto inimaginável para a região e para o fomento das artes no Nordeste”, argumentou o deputado, acrescentando que é preciso protestar quanto a isso.

A Secretaria de Estado da Cultura da Paraíba, unida ao Conselho Estadual de Cultura e todas as instituições culturais, manifesta seu mais veemente protesto contra a ideia e o diabólico querer de esvaziar e fechar o Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) de Sousa-PB.

“Caso isso venha a ocorrer, praticar-se-ia um pernicioso e afrontoso insulto à comunidade dos artistas paraibanos, sobremaneira, à cultura paraibana. Unamo-nos para  que essa árvore frondosa  e frutífera  não seja cortada e continue dando frutos  e abrigo à arte  e aos  artistas da cultura da Paraíba, do Nordeste brasileiro, especialmente  do bravo povo sertanejo”, disse o Secretário de Estado da Cultura da Paraíba, Damião Ramos Cavalcanti.

O Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) é uma ação concreta da política de Desenvolvimento do Banco do Nordeste. Na cidade de Sousa-PB, foi inaugurado em 25 de junho de 2007, atuando na região do Alto Sertão Paraibano.  A inauguração contou com a presença do então ministro da Cultura, Gilberto Passos Gil Moreira do governo Lula.

 O CCBNB tem se firmado no cenário cultural Nordestino como um espaço onde é permitido experimentar a diversidade de conceitos, estilos e suportes, oferecidos em sua programação. Isto significa trabalhar cada Programa relacionando-o a um contexto mais amplo, estabelecendo pontes entre saberes e transformando-se em um lugar de encontro dos vários públicos para usufruir e refletir sobre arte e cultura.

O Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) oferece a seus visitantes uma variada programação diária e gratuita, enquanto dedica-se a formar um público crítico. Tendo como princípio que uma ação cultural efetiva é resultado do diálogo com os artistas, com as comunidades e o público em geral, o Centro Cultural Banco do Nordeste trabalha sua programação a partir de um edital anual onde recebe propostas de artistas nas áreas de cinema, artes visuais, música, artes cênicas, literatura, história, patrimônio e atividades infantis. Nos espaços do Centro Cultural Banco do Nordeste o público descobre o prazer de conhecer e apreciar a arte e a cultura: do Nordeste, do Brasil e do Mundo.

Centros culturais constituem espaços conjuntivos de uma experiência local dos valores e tradições de um povo. Um ambiente propício para esta efervescência de centros culturais se deu justamente pelo fato de que, além de serem vias de divulgação de novos e antigos artistas, esses espaços de “grandes novidades” se tornam pontos de referência não só turística, como também para a variabilidade das formas de entretenimento locais. Gerenciado pelo Banco, também o CCBNB executa políticas públicas e administra recursos operados não só pela esfera estatal, mas também através de crescentes parcerias com outras entidades.

A comissão de articulação política contra o fechamento do Centro Cultural  é composta pelos ativistas e advogados, César Nóbrega e Chiquinho do PT, radialista Leonardo Alves, o ex-diretor do IFPB, Campus de Catolé do Rocha, poeta e professor Caetano José de Lima e o produtor cultural Sérgio Silveira. A equipe de comunicação é formada pelos jornalistas Enio Marx e Nabila Ferreira, o diagramador Gildivan Martins, o cineasta e produtor cultural Maycon Carvalho e o cientista da computação Jefferson Pires. As entidades envolvidas são Movimento Cultural de Sousa, Comitê de Energia Renovável do Semiárido, Fundação Bento Freire de Sousa, Rádio Educativa 105 FM, Fundação Municipal de Cultura, Frente Brasil Popular,  Grupo Teatro Oficina, Cia Beradeiros em Cena e Acauã Produções Culturais.

 “O centro tem um impacto muito grande na vida das pessoas. Não é só o trabalho dos funcionários que lá atuam, é a circulação de recursos na cidade, a arte que transforma a vida das pessoas, principalmente os mais pobres”, argumenta o advogado César Nóbrega, um grande ativista cultural da região de Sousa e também um dos precursores do Centro em Sousa.

NãoVamosDeixarFechar 

 

Abdias Duque de Abrantes – jornalista, servidor público, advogado, graduado em Direito pela UFPB e pós-graduado em Direito e Processo do Trabalho pela Universidade Potiguar (UnP), que integra a Laureate International Universities.

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.