Capa » Painel Rotativo » Ministro do STF Gilmar Mendes nega pedido dos Advogados, e Prefeito de Uiraúna permanece preso

Ministro do STF Gilmar Mendes nega pedido dos Advogados, e Prefeito de Uiraúna permanece preso

Bosco Fernandes segue preso desde o dia 21 de dezembro de 2019, no âmbito da operação Pés de Barro, que investiga desvios de verba em construção de adutora.

prefeito-cueca

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, indeferiu nesta terça-feira (11) o pedido de revogação da prisão do prefeito de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes.

O pedido da defesa foi para que Bosco Fernandes respondesse ao processo em liberdade. Além do indeferimento, o ministro do STF determinou também a realização de um exame psiquiátrico no gestor.

Bosco Fernandes segue preso desde o dia 21 de dezembro de 2019 no âmbito da operação Pés de Barro, que investiga desvio de verba da construção da adutora Capivara. Ele foi flagrado recebendo dinheiro de propina e escondendo na roupa.

Confira o texto do indeferimento do ministro Gilmar Mendes: 

“(…) Ante o exposto: a) indefiro, com base no art. 312 do CPP, o pedido de revogação das prisões preventivas. b) determino a realização de exame psiquiátrico, a ser efetuado por médico especializado, de modo a apurar os problemas de saúde alegados e a possibilidade de tratamento no presídio. Intimem-se. Cumpra-se.” Brasília, 11 de fevereiro de 2020.

Com Diário do Sertão

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.