Capa » Painel Rotativo » Operação Queimadas: Bombeiros lançam ação para prevenir incêndios no sertão

Operação Queimadas: Bombeiros lançam ação para prevenir incêndios no sertão

O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) lançou a Operação Queimadas, para prevenir incêndios em matas no Sertão do Estado. Uma das principais ações da campanha tem como objetivo orientar a população sobre esse tipo de ocorrência.
queimadas_sertao_paraiba_700x500
De acordo com a instituição, em agosto foram registrados 159 incêndios em áreas de mata e no mês de setembro, até ontem, já teve 131 registros.
O comandante do 3° Comando Regional de Bombeiro Militar (CRBM), coronel Saulo Laurentino, alerta que, se a situação persistir, o número de incêndios será superior a 2019, quando foram registrados 1,1 mil. “A Corporação tem buscado evoluir na logística e no operacional, trabalhando com novas doutrinas e conhecimentos adquiridos no combate a incêndios”, frisou.
queimadas_sertao_paraiba_700x500b
A Operação Queimadas terá como foco orientar a população para evitar incêndios em áreas de mata por meio de veículos de comunicação e das mídias sociais do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, além da realização de blitzen educativas com a distribuição de folders e de palestras voltadas para as associações rurais.
A Corporação alerta que os prejuízos causados por incêndios são inúmeros, inclusive em áreas de preservação, como o Pico do Jabre, localizado no município de Maturéia. São locais de difícil acesso, em que os militares precisam caminhar longas distâncias com bombas de costas por entre a vegetação nativa.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, além de causas naturais por conta do período seco, os incêndios são provocados pela ação humana, com a utilização do fogo para a limpeza do terreno e preparação do solo.
Por isso, é importante uma campanha preventiva para orientar a população sobre o não uso da prática de queimadas, que, além de causar prejuízos, está tipificada como crime, na Lei de Crimes Ambientais (Artigo 54 da Lei 9.605 de 1998), com pena que pode chegar a 4 anos de reclusão mais multa.

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.