Capa » Painel Rotativo » Padre Francivaldo, em entrevista, diz que igrejas, associações e sindicatos vivem como avestruz: de cabeças para baixo e não agem contra as ações do governo federal

Padre Francivaldo, em entrevista, diz que igrejas, associações e sindicatos vivem como avestruz: de cabeças para baixo e não agem contra as ações do governo federal

O padre Francivaldo do Nascimento, em entrevista no programa Revista Semanal, na São João FM, na manhã deste sábado, 09 de março, disse repetidas vezes que o povo brasileiro vive desestimulado e adormecido com a situação que passa o país e que não agem contra as medidas e ações do novo presidente da república – Jair Bolsonaro.

5173465f-9303-46a8-8a36-15512eca1047Sendo indagado pelo jornalista Reginaldo Tavares  sobre as organizações sociais, Francivaldo disse que as igrejas, associações, sindicatos e outras organizações estão estagnados e sem ação para lutar contra as medidas implantadas pelo governo federal, pois falta líderes que fortaleçam os movimentos sociais ou se existem precisam acordar para os embates, através de manifestações.

Sobre o projeto de reforma da Previdência, o Padre foi enfático em afirmar que entende que a intenção do governo federal é privatizar o Órgão e prejudicar os trabalhadores, como foi feito com a Petrobrás, vendida sua maior parte para os estrangeiros, ficando apenas 30% para o Brasil. “As igrejas, associações, sindicatos e outros não podem ficar como avestruz, de cabeça para o chão, têm que acordar e irem para a luta, pois caso contrário o país viverá uma época trágica, de mais desemprego e recessão. O desemprego aumenta a cada dia e até agora não se viu uma ação do governo federal para solucionar o problema”, disse Padre Francivaldo.

Segundo o padre, a criminalidade, os assaltos e a insegurança crescem a cada dia. Família sendo massacradas pela crise e os políticos, “que ganham muito bem”, não buscam saídas favoráveis para os trabalhadores brasileiros.

Referente a atitude da igreja Católica ele adiantou que precisa mais ação e participação, saindo da teoria para a prática, já que a Campanha da Fraternidade deste ano destaca um tema muito importante – “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça – (Is 1,27)”. Mesmo sendo um chamado para a lutra contra a reforma da Previdência, o tema e lema são vivenciados de forma simbólica.

No auge da entrevista o Padre e ex-prefeito de Cajazeiras, disse que para mudar o estado crítico que passa a nação, é preciso que os organismos sociais saiam do comodismo, ergam as cabeças e lutem com garra, perseverança e determinação nas ruas e praças de todo o país.

Oagora.net  “A Notícia está aqui”

 

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.