Capa » Painel Rotativo » Prefeito Airton, Vereador Luiz Claudino e dono de Construtora são acusados de conluio para malversarem dinheiro público em São João do Rio do Peixe

Prefeito Airton, Vereador Luiz Claudino e dono de Construtora são acusados de conluio para malversarem dinheiro público em São João do Rio do Peixe

Os autores da denúncia são: O Vereador Rodrigo Alessandro Dantas, e o ex-vereador, José Ivan Gonçalves Barbosa

AIRTON-PIRES1

Foi protocolada junto ao Ministério Público em São João do Rio do Peixe no dia 02 de junho de 2020, uma Denúncia contra o Prefeito, Airton Pires, e as Empresas: WD Construções, e FFJ Construtora.

Os autores da denúncia são: O Vereador Rodrigo Alessandro Dantas, e o ex-vereador, José Ivan Gonçalves Barbosa.
Na manifestação apresentada ao Ministério Público, os autores da denúncia apresentam várias alegações que comprometem em tese a administração do Prefeito de São João do Rio do Peixe, Airton Pires.

Conforme os fatos que estão inseridos da Denúncia já protocolada no Ministério Público pelos denunciantes constam inicialmente que a Prefeitura de São João do Rio do Peixe contratou as Empresas arroladas da Inicial para a construção de uma Quadra coberta, padrão FNDE, da Escola José Gonçalves, reforma e ampliação da Praça São Francisco, serviço de iluminação natalina, construção de praça, construção de uma Creche no Distrito de Bandarra, e a reforma da Escola Raimundo dos Santos no Distrito de Brejo das Freiras.

Os denunciantes alertam na Denúncia que a Construtora WD figura até com condenação da famosa “Operação Andaime” do GAEGO que fez várias prisões de donos de construtoras no Sertão da Paraíba.O Vereador Rodrigo Alessandro Dantas, e o ex-vereador, José Ivan Gonçalves Barbosa relatam que a Prefeitura de São João do Rio do Peixe pagou a “vultuosa quantia de R$ 2 milhões (números redondos) a WD Construção, no entanto o CNPJ informado pela Prefeitura nas Notas empenhadas não condizem com a Empresa WD Construções, e sim da Empresa FFJ Construtora com sede em Joca Claudino”.

Na denúncia aponta em tese ligações entre as duas Construtoras aludidas, inclusive o mesmo telefone informando pela WD Construtora é o mesmo da FFJ Construções.Nos fatos individuais na Denúncia, o Vereador Rodrigo Alessandro Dantas, e o ex-vereador, José Ivan Gonçalves Barbosa apresentam dados a respeito da Cresce do Distrito de Bandarra alçada no valor de R$ 1,7 milhão, obra inacabada, e abandona.

A WD Construções teria também recebido da Prefeitura Municipal de São João do Rio do Peixe a importância de R$ 69 mil sem licitações referente a construção da quadra esportiva no Centro da Cidade.

Ainda o valor de R$ 203 mil pagos a WD Construções por Praças construídas, mas não informa aonde ficam, e não especifica cada construção.

No texto da denúncia feita junto ao MP, ainda uma grave acusação contra o Prefeito Airton Pires, e o Vereador, Luiz Claudino quando é tida: “que eles (Airton e Luiz) orientam (em tese), os responsáveis pela obra sobre pagamentos, diárias, visitam e indicam pessoas para trabalhar em todas as construções, é uma total interferência dos Agentes Públicos na Obras da Empresa cujo responsável é Wendel Dantas”.

A denúncia ainda acrescenta que em tese, o prefeito Airton Pires, o Vereador, Luiz Claudino, e o dono da WD Construções Wendel Dantas estejam em “conluio num trama armado para malversar o dinheiro público destinado a população carente de São João do Rio do Peixe”, completa.Até o fechamento desta matéria, os citados nesta denúncia apresentada no MP pelo Vereador Rodrigo Alessandro Dantas, e o ex-vereador, José Ivan Gonçalves Barbosa, não tinham sido encontrados pelo Portal para apresentarem suas versões sobre o caso. O espaço fica aberto para o contraditório.

Repórter PB

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.