Capa » CULTURA INTERATIVA » Rosineide Guilherme Estrela promove moda  de viola em Guarulhos com o poeta e repentista paraibano, Zerinho Maximiniano

Rosineide Guilherme Estrela promove moda  de viola em Guarulhos com o poeta e repentista paraibano, Zerinho Maximiniano

A poço-dantense e amante da cultura popular, Rosineide Guilherme Estrela promoverá em sua residência no Bairro São Domingos em Guarulhos-SP, sábado (11), às 20h, uma Moda de Viola com o paraibano,  poeta popular e repentista Zerinho Maximiniano para as colônias poço-dantense, bastistense  e uiraunense residentes em Guarulhos-PB. Rosineide Guilherme nasceu na Vila de Barra de Piabas-Poço Dantas-PB. Filha do saudoso pecuarista, Francisco Guilherme Estrela (Chico de Duca)  e Dona Tereza Vieira. O evento reunirá os amantes da música sertaneja raiz e tem como objetivo  resgatar a tradição da cultura caipira.

ZERINHO E ROSNEIDE

MODA DE VIOLA

 A moda de viola é uma expressão da música caipira brasileira que se destaca como sendo seu maior exemplo, entre outros ritmos e estilos formados a partir das toadascantigasvirascanas-verdesvalsinhas e modinhas, união de influências europeias, ameríndias e africanas. No Brasil tomou a significação de um tipo de canção rural. Na região centro-oeste e sudeste, as modas de viola são previamente escritas e decoradas. Já no Nordeste, os cantadores cantam de improviso.

temática dominante nas modas prende-se a três aspectos básicos: a saga dos boiadeiros e lavradores, o anedotário caipira e as histórias trágicas de amor e morte. A moda de viola é uma narração feita em ritmo recitativo, onde o cantador tem que contar uma história. A melodia é solta, como se fosse uma poesia falada com acompanhamento musical. É caracterizada pela viola solada acompanhando a melodia das vozes.

Com grande capacidade de improvisação, os cantadores nordestinos utilizam-se da redondilha maior, de sete sílabas. Na região nordestina, os cantadores apresentam-se em pares, realizando desafios que terminam quando um dos cantadores consegue derrotar o adversário.  A Moda de Viola deu origem a vários outros ritmos como a música caipira, Música sertaneja, música de raiz, dentre outras.  Viola caipira é um dos símbolos mais marcantes da cultura popular brasileira. Devido à sua importância cultural, não faltam no Brasil cantores, compositores, escritores, entre outros artistas que realizam trabalhos baseados na viola caipira.

“A viola é o coração da música brasileira”, definiu a pesquisadora Rosa Nepomuceno em seu livro Música Caipira: da Roça ao Rodeio. Em tempos de pós-modernidade, cada vez mais passa-se a viver um processo de homogeneização da cultura global. As culturas locais e tradicionais são desestruturadas por um modo de pensar e viver típico de uma sociedade capitalista ocidental, capitaneada pelo modelo norte-americano de cultura – consumista, individualista e voltado para a cultura de massa.

No Nordeste, os cantadores lançam mão de sextilhas, moirão, martelo, quadrão e galope. Com grande capacidade de improvisação, os cantadores nordestinos utilizam-se da redondilha maior, de sete sílabas. Na região nordestina, os cantadores apresentam-se em pares, realizando desafios que terminam quando um dos cantadores consegue derrotar o adversário. Já os cantadores do Centro-oeste e Sudeste, limitam-se a apresentar suas modas sem que haja este aspecto de desafio. “Moda de viola” é o nome que se dá a uma variedade de gêneros nos quais poesia cabocla se mistura com melodia de viola.

A música de viola com influências sertanejas é a cara do Brasil. O instrumento, conhecido por diferentes nomes, como viola caipira, viola sertaneja ou viola brasileira, é originário da viola portuguesa que, por sua vez, tem origem no alaúde árabe.

Abdias Duque de Abrantes

Jornalista MTB-PB Nº 604

 

 

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.