Capa » Painel Rotativo » Sete municípios da região de Cajazeiras podem ser extintos com proposta do Governo Bolsonaro

Sete municípios da região de Cajazeiras podem ser extintos com proposta do Governo Bolsonaro

Municípios com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria inferior a 10% da receita total serão incorporados pelo município vizinho, caso a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo, enviada pelo Governo Bolsonaro ao Senado Federal seja aprovada. A PEC foi entregue nessa terça-feira (5).
SÃO JOÃO DO RIO DO PEIXE - CIDADE
Com a medida, a Paraíba pode perder 68 municípios, sendo que a incorporação valerá a partir de 2026, e caberá a uma lei complementar definir qual município vizinho absorverá a prefeitura deficitária.

Caso se concretize, os municípios paraibanos serão reduzidos em 30,49%. Atualmente o estado possui 223 cidades e ficaria com 155 municípios.

A PEC também estende as regras da execução do Orçamento federal aos estados e municípios. A regra de ouro (teto de endividamento público) e o teto de gastos seriam estendidos aos governos locais.

As prefeituras e os governos estaduais também poderão bloquear parte dos Orçamentos dos Poderes Legislativo, Judiciário e do Ministério Público locais. Atualmente, somente a União pode contingenciar verbas de todos os Poderes. Os governos locais só conseguem bloquear recursos do Poder Executivo.

No Sertão da Paraíba 34 cidade se enquadram nesta regra, são elas: Bom Sucesso; Catingueira; Monte Horebe; Lagoa; São José de Espinharas; Santa Terezinha; São Bentinho; Poço de José de Moura; São José do Sabugi; Mãe d’Água; Salgadinho; São José de Princesa; Assunção; Pedra Branca; Poço Dantas; Vista Serrana; Cacimba de Areia; Emas; Bernardino Batista; São Francisco; Cajazeirinhas; Serra Grande; São Domingos; Mato Grosso; Várzea; Lastro; Joca Claudino; Carrapateira; Bom Jesus; Curral Velho; Passagem; Areia de Baraúnas; Quixaba e São José do Brejo do Cruz.

Agência Brasil

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.