Capa » POLICIAL » Sobrinho acusado de matar tio no bairro Jatobá, em Patos, narra como tudo aconteceu.

Sobrinho acusado de matar tio no bairro Jatobá, em Patos, narra como tudo aconteceu.

O principal suspeito de ter matado um ajudante de pedreiro de 36 anos, em Patos, foi preso na manhã desta terça-feira, (05), em Brejinho, Pernambuco.
4b3777d280c4063be7d17921a78ed14d
O crime ocorreu no dia 23 de novembro, no bairro Jatobá. A vítima, Geraldo Martins Xavier, foi assassinada a facadas em frente ao Pronto Atendimento Maria Marques.
A prisão foi feita pela equipe do Grupo Tático de Operações, da Polícia Civil, juntamente com a Polícia Militar do Pernambuco.
Segundo informações, Leonardo Martins Gomes, de 24 anos, conhecido popularmente como “Cabeça”, confessou o crime e contou para a polícia detalhes do fato.
O acusado afirmou que vinha sendo ameaçado pela vítima, inclusive narrando que o mesmo teria colocado o carro pra cima dele.
Leonardo Martins afirmou que seu tio (vítima) estava tendo um caso extra conjugal com sua ex esposa, e que a mesma realizava ligações para ambos. Ele também contou que a mulher em questão teria tomado remédio para se matar, e logo em seguida foi levada para o Hospital pelo SAMU.
Leonardo também detalhou que o seu tio ao retornar do hospital já começou a agredi-lo.
– Então, para não ser morto, eu procurei reagir. Não queria matá-lo, mas como a facada foi certeira. Devido à ameaça, eu comecei a andar com a faca. Depois que ele se envolveu com minha ex mulher, ele começou a tramar contra minha pessoa.
Por último, Leonardo alegou que as ameaças do tio foram provocadas pelas tentativas da sua ex exposa tentando entrar em contato com ele.
Ouça mais detalhes na entrevista que segue.
Matéria por Patosonline.com
Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas)

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.