Capa » SAÚDE » Forma como corpo reage no início pode indicar se covid-19 será grave

Forma como corpo reage no início pode indicar se covid-19 será grave

Um estudo das universidades americanas de Yale e Rockefeller, liderado por autores brasileiros e publicado na revista científica Nature, aponta que uma reação mais “agressiva” do corpo à covid-19 já nos primeiros dias de infecção pode indicar se a doença será grave.
coronavirus_54234_5f21b1e43cd99
Para chegar a essa conclusão, os cientistas das Universidades de Yale e Rockefeller analisaram amostras de sangue de 113 pacientes hospitalizados com casos moderados e graves. A partir dessa análise, eles observaram que quando o paciente apresentava um alto nível de citocinas no corpo, as chances de seu quadro se agravar eram maiores.

As citocinas são proteínas do sistema imunológico que criam um processo inflamatório natural no organismo para combater um agente invasor, como um vírus. Quando essa reação é equilibrada, o processo ajuda o corpo a combater a doença, porém, se essa reação é exagerada, o que é chamado de tempestade de citocina, ela pode ser fatal.

Em alguns pacientes do estudo, essa carga maior de citocina foi observada entre os dias dias 9 e 12 após o início dos sintomas da covid-19. Isso aconteceu poucos dias depois de os pacientes terem o pico da carga viral, indicando que o corpo tentou trabalhar no combate ao patógeno, mas acabou “perdendo a mão” e exagerando na resposta.

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.