Capa » SAÚDE » Mais 60 médicos vão beneficiar 200 mil pessoas em todo o Brasil

Mais 60 médicos vão beneficiar 200 mil pessoas em todo o Brasil

A partir do dia 1º de setembro, 60 médicos brasileiros começam a atuar em 60 municípios por meio do Programa Mais Médicos. A chegada desses profissionais levará assistência a mais de 200 mil pessoas em todas as regiões do País.

d3cd98d1-522e-447b-b863-941f741149fbO Nordeste foi a região mais beneficiada, com 24 médicos. O Sudeste receberá 20 profissionais, seguido do Centro-Oeste (7), região Sul (7) e região Norte, com dois participantes alocados.

“A participação recorde de profissionais brasileiros que estamos obtendo com as chamadas neste ano demostra a consolidação do Programa. Agora, serão mais 60 municípios que receberão médicos para seguir desenvolvendo as atividades com atendimento na atenção básica, realizando consultas, ações de promoção da saúde até atendimentos de pequenas urgências”, destaca o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Hêider Pinto.

Com a chegada desses profissionais, 100% da demanda da segunda etapa do Programa foi atendida com brasileiros. Os médicos selecionados têm até o próximo dia 31 para apresentar suas documentações aos gestores municipais.

Atenção básica

Na primeira chamada de 2015, realizada em janeiro, os médicos formados no Brasil ou com diploma revalidado e os brasileiros graduados no Exterior preencheram todas as 4.139 vagas ofertadas em 1.289 municípios e 12 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei). Com essa expansão, o programa conta com 18.240 médicos em 4.058 municípios e 34 distritos indígenas, beneficiando cerca de 63 milhões de pessoas.

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. Além do provimento emergencial de médicos, a iniciativa prevê ações voltadas à infraestrutura e expansão da formação médica no País.

No eixo de infraestrutura, o governo federal está investindo na expansão da rede de saúde. São mais de R$ 5 bilhões para o financiamento de construções, ampliações e reformas de 26 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde

 

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.