Capa » GERAL » Bancários protestam e ameaçam entrar em greve

Bancários protestam e ameaçam entrar em greve

Mobilização acontece em protesto contra a previsão de fechamento de agências e a demissão de cerca de 5 mil trabalhadores.

BANCO DO BRASIL - SÃO JOÃO

Funcionários do Banco do Brasil em João Pessoa protestam, nesta quinta-feira (21), contra o plano de reestruturação que pretende demitir 5 mil pessoas e fechar cerca de 300 agências em todo o país. Haverão atos nas unidades do banco e tuitaço a partir das 11h, com a hashtag #MeuBBValeMais.

A mobilização desta quinta recebeu o nome de ‘Dia Nacional de Lutas’ está previsto para o dia 29 de janeiro uma paralisação nacional, com decretação de estado de greve. A proposta é da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB). Na semana passada, os bancários já haviam paralisado as atividades por algumas horas, também em protesto ao projeto de reestruturação.

Banco do Brasil ainda não revelou quantas agências serão fechadas na Paraíba, mas a previsão é de pelo menos três: a do Parque Solon de Lucena e a do Jardim Cidade Universitária, em João Pessoa, e a do Jardim Paulistano, em Campina Grande.

Atualmente, a Paraíba possui 67 agências em funcionamento, além de 36 postos de atendimentos (PAAs). Em 2018, outro plano de reestruturação fechou diversas agências no estado. Quatro tiveram suas atividades encerradas e 11 foram transformadas em postos de atendimento. As medidas aconteceram em João Pessoa, Campina Grande, Aroeiras, Barra de Santa Rosa, Caiçara, Ingá, Jacaraú, Lagoa de Dentro, Salgado de São Félix, Tacima e Umbuzeiro.

De acordo com os bancários, o fechamento de mais agências poderá gerar um forte impacto social e econômico. “Uma preocupação especial recai sobre os idosos e demais clientes que precisam das agências físicas e serão direcionados para atendimentos online, ou agências em outras localidades. O fechamento de agências do Banco do Brasil em muitas cidades representa a estagnação econômica, fim de muitos negócios locais e aumento na precarização dos serviços”, argumenta o Sindicado dos Bancários da Paraíba.

Fonte: Portal Correio

Enviar Comentário

O www.oagora.net esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o www.oagora.net gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.